quarta-feira, 8 de agosto de 2007

Charlles...


Recebi hoje esse livro do meu amigo Charlles... É engraçado a telepatia que rola entre a gente, até mesmo quando ele comprou o livro... É por um desses motivos que mantemos uma amizade há um bom tempo, sem crises, sem brigas, sem distância...apesar de nunca termos nos visto pessoalmente.
O livro está contando como meu primeiro presente de aniversário...rs
Obrigado, Charlles. Pela amizade e pelo livro e da próxima escreve um dedicatória, ok?! hahaha
Um trecho do livro:
"Abrimos o tempo, uma fechada muralha. Atravessamos uma clareira. O que é, é muitas vezes um fantasma, uma falha na imagem. Oscilamos sobre uma corda de tempo e avançamos sem olhar pra baixo, o intervalo mínimo, o instante que foi agora. Quando não, caímos ou endoidecemos.
Foi tarde que descobri a crueldade. É uma forma de equilibrar a vida. Eu acreditei em coisas fabulosas... Que a humanidade era possível."

2 comentários:

charlles disse...

Ola dona Mariana.
Aqui é teu amigo Charlles.
Espero que faça uso desse livro
até ele ficar velhinho, velhinho.
Pois foi um presente dado com carinho e amor de um amigo.
Infelizmente não nos conhecemos pessoalmente, mas de certa forma isso torna a nossa amizade um tanto quanto especial. Pois mesmo não nos vendo, pessoalmente, conseguimos manter um amizade simplesmente sensacional.
Nenhuma briga, nenhum problema, nenhum desentendimento e sequer um mal entendi que gerasse um probleminha bobo. uma amizade quase perfeita.
Digo quase pois não acredito em perfeição.
Enfim, como sempre disse e sempre direi "desejo-lhe toda a felicidade do mundo e farei ao máximo para você a tenha !"

Susu. disse...

Menina Chauvin,que presente original.Esse seu amigo Charlles é uma jóia rara.
São poucos que sabem escolher uma boa lembrança.
inté.
**atualizei o blog,mas meu menino não deixou continuar...^.^