terça-feira, 4 de setembro de 2007

Duas



Ufa, depois de séculos...eis que torno a postar meus presentes.

O livro é da Dri, veio lááááá de Curitiba...a flor branca sabe que não resisto a Fernando Pessoa, no caso, Alberto Caeiro! rs

E o grampinho veio de São Paulo...ou da África? (vá saber, né, Lolô? hehehe)

Obrigada, moças!

E um trecho do Alberto:

"Nem sempre sou igual no que digo e escrevo. Mudo, mas não mudo muito. A cor das flores não é a mesma ao sol De que quando uma nuvem passa Ou quando entra a noite. E as flores são cor da sombra."

Um comentário:

delírios disse...

Aêeeee...

Agora que vi!!!! O Livro e o cartão que te enviei!!! haushaa.a..

adoro essa passagem que vc escreveu!!

Que bom que vc gostou! ^^

Beijos, morena flor