terça-feira, 27 de novembro de 2007

Ele morreu


"Diga um simples 'Ele morreu'!"


É assim que começa uma das falas mais simples e coerentes que já vi nos filmes. Não esperava tanto de um filme tão bobinho como "A loja mágica de brinquedos"... Mas a mensagem coube perfeitamente no meu estado de espírito, após a perda de mais um felino.

Como foi dito no filme por um mágico: Shakespeare poderia ter usado toda fanfarrice no ato mais importante da sua obra dramática, mas escreveu apenas duas palavras com um efeito que por si só revelava toda grandeza da obra literária.

Não devemos permitir que uma simples partida anule tudo o que foi vivido anteriormente e se a morte anular cada segundo vivido, a vida, por mais que tenha sido aproveitada, não terá valido de nada!

Shakespeare poderia ter explorado todo seu extenso vocabulário, empregar frases filosóficas com palavras cheias de pompa, mas usou a genialidade pra expressar algo inexprimível em duas simples palavras: ELE MORREU. Pois a morte não precisa de nada além disso.

2 comentários:

DIARIOS IONAH disse...

eh o mesmo que dizer
ELE NASCEU,
apenas sao contarios que se complementam

Flor disse...

tadinho...

meu cachorro rabugento morreu de velho hoje...

=/