quinta-feira, 19 de fevereiro de 2009

4x4


Andam falando tantas besteiras a meu respeito que resolvi escrever um texto sobre eu mesma. O texto irá revelar coisas jamais reveladas por mim para alguém. Tudo será a mais absoluta verdade: defeitos, manias, tiques, ambições, qualidades... Somente assim eu matarei a curiosidade do fofoqueiro, que diz coisas tão infundadas que me inspirou a tal ponto. Então vamos lá.


E comecemos com as coisas ruins, que é pra espantar mesmo:


* Eu tenho anorexia inversa --> Talvez você jamais tenha ouvido falar, mas eu explico. Eu não me acho tão gorda quanto dizem que sou, afinal, como posso dar ouvidos àquela minha tia avó que não vejo há meses e que sempre pergunta se vou casar, desde os 15 anos de idade?! O meu espelho me emagrece, me engana...mas eu gosto. Corro para ele assim que acordo pois estou sob efeito da gravidade, afinal, assim que acordamos estamos uns quilos mais magros sim!


* Eu não sei andar de salto alto --> E não faço a menor questão de aprender... Adoro Havainas, All Star e andar descalça mesmo.


* Eu uso calcinha de algodão --> E das grandes...que fique claro. Nada de fio enfiado no rabo.


* Eu tenho medo de borboleta --> E qualquer outra coisa que seja alado.


* Eu sou AMO tirar meleca --> E faço bolinha, e dou peteleco...e acho ridículo quem tira meleca com cotonete! (só se for no nariz de bebê...porque não dá pra enfiar o dedo na narina deles)


Agora deixa eu falar de alguma coisa boa...porque senão a gente passa os dias aqui.


* Eu leio --> E não é Harry Potter ou Paulo Coelho. É Literatura mesmo, quanto mais clássica, mas difícil, mais rara = melhor.


* Meu gosto musical é ótimo --> E não tem no meu playlist uma sequer música no estilo emocore, ao contrário do que pensam... Só se Chico Buarque virou emo e eu não sei!


* Eu não sou fútil --> E essa é a maior realidade sobre mim.


* Eu amo as coisas simples --> O cheiro da chuva, a fotografia, livros, arte, filme, picolé de limão, ter um diário, olhar (e acariciar) a mão do meu namorado, receber uma carta, comer pão com ovo de gema mole...


Agora chega. Há quem me julgue uma menininha fútil, emo, que não possui nada além do crânio vazio que a maioria dessa juventude possui. Mas não é bem assim, pois esse alguém tem quase o dobro de minha idade mas sequer metade de minha mentalidade e nem digo nada sobre maturidade, que nada tem relacionado com a idade do ser, mas sim com sua destreza em lidar com as diversidades da vida, isso inclui ser feliz, não ser feliz, estar junto, estar sozinho e por aí vai.
E eu deixo que falem, pensem, meditem, inventem... Mas eu sou apenas o que eu quero ser e eu sempre quis ser o melhor...e é o que eu sou.

8 comentários:

Cacau disse...

Você é uma graça!!!

fatimapombophotos disse...

Palmas para voce mariana,
eh um segredo, ma svou te revelar:
eu tambem adoro tirar melecas e fazer bolinhas dela.de repente isso faz parte do DNA do brasileiro?huhuhuhuhuHHHH
muito bom seu auto retrato!

Susu. disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Susu. disse...

Saiba que eu gosto de você pq tu tira meleca e faz bolinha,gosta de calcinha de algodão e não é fútil!!!! *U*
beijoo.

fatimapombophotos disse...

assim eh!

fatimapombophotos disse...

Força Mariana!
Saude eh o mais importante e
Paz (coisa que so existe na nossa vontade!)

Anônimo disse...

iSSO, MENINA!

bjos sinceros.

Neide

Ricardo Chicuta. disse...

Calcinhas de algodão...aiai..