terça-feira, 16 de fevereiro de 2010

Rehab


Um dia eu acordei e percebi que a vida não estava do jeito que eu queria que estivesse. Percebi que você não era quem eu queria mais, cansei de tentar fazer você me amar. Não quero migalhas.
Cheguei ao ponto onde eu tenho tudo ou nada. O meio termo não me apraz mais, nem de longe.
No começo a gente estranha a solidão, mas é apenas uma questão de costume, como tudo na vida. É uma reabilitação, uma desintoxicação de uma droga de pessoa.
A princípio a gente acha quase impossível se libertar, a dor é tamanha que quase se torna física, o drama é grande, dá vontade de continuar fingindo que está tudo bem, que você está feliz, que a droga te completa, te preenche... Dá vontade de ir correndo buscar mais da droga de pessoa, se impregnar, meter os pés pelas mãos... Mas é preciso força para superar a droga de pessoa.
Então você tem de pensar: em que essa droga de pessoa me completa? em que essa droga de pessoa me faz feliz?
Então você tem de admitir: essa droga de pessoa só me faz mal! ; essa droga de pessoa só me desequilibra.
Então você tem de concluir: eu não quero ser viciado nessa droga de pessoa que não é viciada em mim; eu não quero uma droga de pessoa pra mim.
Eu disse: É DIFÍCIL. E daí? O que não mata apenas fortalece. E quando você estiver sóbrio, careta, limpo da droga de pessoa, você verá que foi a melhor abstinência da sua vida. E tem de continuar focado, determinado a não cair no vício da droga de pessoa novamente, pois as recaídas são as piores.
E depois de uns meses, quem sabe anos, você perceberá que essa droga de pessoa foi a coisa mais ridícula da sua vida. E vai dar um tapa na testa, suspirando: Putz! Como fui me viciar nessa droga de pessoa? hahaha.
Porque toda droga de pessoa é assim: faz você crer que ela é a melhor droga de pessoa que existe, faz você se sentir o mais reles viciado em alguém, te induz à atitudes patéticas que você jamais faria se estivesse sóbrio, te vicia, te manipula, te rejeita e te despreza. Até você perceber que não é bem assim e se livra da droga de pessoa.
Afinal, tudo tem um fim.

2 comentários:

olhodopombo disse...

pois eu não me libertei,
continuo viciada na droga de uma mesma pessoa anos sem fim....

mcruz disse...

tá viva?